segunda-feira, 16 de junho de 2008

Li aqui no blog da Cláudia Jimenez e achei q valia a pena (re)postar.

I) A palavra entusiasmo vem do grego e significa ter um deus dentro de si. Segundo os gregos, só pessoas entusiasmadas eram capazes de vencer os desafios do cotidiano. Era preciso, portanto, entusiasmar-se.

E só há uma maneira de ser entusiasmado. É agir entusiasticamente! Se formos esperar ter as condições ideais primeiro, para depois nos deixarmos possuir por Deus, jamais O deixaremos agir em nós, pois sempre teremos razões para adiarmos Seu agir. Não é o sucesso que traz o entusiasmo, é o entusiasmo que traz o sucesso.

Entusiasmo é acreditar na nossa capacidade de fazer as coisas acontecerem, de darem certo, de transformar a natureza e as pessoas.

II)
Algumas pessoas defendem a idéia, de que quando chegamos em uma família,já tem um papel destinado a nós.Se o de ovelha negra, já estiver ocupado,ganhamos o da certinha e assim por diante.Fiquei pensando nisso e começo a querer acreditar nessa idéia.Sabe quando você cresce, ouvindo frases definitivas e um dia você percebe, que aquilo não condiz com a realidade?
A mãe fala :Ela não gosta de beterraba!!Você passa a vida longe daquilo e um dia você prova e descobre que adora beterraba!Talvez sejamos mesmos moldados na infância e parte da juventude.Mas e depois?O que vamos fazer com essas informações erradas?Eu ganhei o papel da ovelha negra e venho tentando me desfazer dele a 50 anos.Olha, acho que já fiz grandes progressos nesse sentido.Não é nada fácil,quando você muda sua estrutura ,muda a de todo mundo a volta.Todos vão tentar fazer você ficar quietinho no seu lugar de sempre, até morrer,mas não permita!!Tente mudar seu padrão de comportamento!!Tente não repetir atitudes, que você já sabe onde vai dar.Devolva esse personagem que você não quer mais representar!!!

Dá pra parar pra pensar...

Beijocas!

Um comentário:

matteo irma disse...

Cyça, tua história é muito bacana, acho que a minha também.
Em ambos os casos a maternidade transformou nossas vidas, e isso é emocionante, lindo.
Eu tenho passado por momentos difíceis, alternando períodos de depressões. Tem as dores do passado atormentando, e também uma ansiedade em relação ao futuro, que tem a ver com o desejo de me encontrar. Daí acabo sofrendo, em vez de viver intensamente, e curtir, como você disse, cada etapa do processo.
E tem um tempinho que essa música passou a ter um significado pra mim, assim como agora esse teu comentário. Sabe quando algo te coloca de volta nos trilhos, ainda que momentaneamente?
Muito, muito obrigada.
E continue dando notícias!
Beijo,
Renata