sexta-feira, 29 de junho de 2007

PRISIONEIROS DO AMANHÃ - Artigo
JOSÉ LUIS AMÂNCIO

Descobri q sofro de procrastinação. E como é q eu resolvo isso sozinha? A teoria é linda, agora, a prática...

Fique com o artigo.

PRISIONEIROS DO AMANHÃ
JOSÉ LUIS AMÂNCIO

Procrastinação é o ato de adiar alguma tarefa ou atividade e um dos complicadores da gestão de tempo.

Muitas pessoas se tornam prisioneiras do amanhã, vivendo na expectativa de um futuro que existe apenas nos pensamentos e esperanças, deixando as atividades do dia-a-dia para depois, pensando: amanhã eu faço, ainda não estou pronto, ainda não está no momento.

Muitos esquecem que o futuro começa no passado e que hoje é o momento mais importante entre esses dois pontos no tempo, pois sem passado não há presente e geralmente são as ações do presente e do passado que geram o futuro.

O primeiro passo para vencer a imobilidade temporal ou procrastinação seria justamente a clara noção de que os eventos estão todos interligados e que somente com atividade, dedicação, disciplina e objetividade é que os resultados se apresentarão de maneira efetiva.

Veja abaixo algumas dicas para auxiliar a identificação e gerenciamento eficaz da procrastinação:

* Relacione alguns eventos que podem estar sofrendo os efeitos da procrastinação.

* Faça uma auto-análise no sentido de se compreender as possíveis razões da procrastinação:
- medo do sucesso;
- não saber dizer não e acumular muitas atividades;
- medo de falhar;
- falta de planejamento do tempo resultando no acúmulo de atividades;
- medo do desconhecido;
- falta de motivação;
- baixa auto-estima;
- estresse ou cansaço ocupacional;
- sensação de injustiça;
- excesso de perfeccionismo;
- sensação de imobilidade física e mental.

* Estabeleça uma lista de atividades que estão sendo procrastinadas e defina um cronograma de como e quando as mesmas serão atingidas.

* Eventualmente, divida uma tarefa muito complexa ou extensa em duas ou mais partes, para facilitar a conclusão.

* Procure ajuda ou opinião de alguma pessoa que o conheça, a fim de obter outros pontos de vista que o ajudarão a ajustar seus planos e expectativas.

* Entenda que eventualmente as mudanças podem demorar um pouco e, portanto, é necessário controlar a ansiedade e não se desanimar caso as coisas demorem um pouco mais do que planejado.

* Monitore o andamento da lista de atividades que estabeleceu e vá ajustando a mesma para refletir o progresso e, eventualmente, a alteração de algumas tarefas.

Lembre-se sempre que quando falamos em mudanças, o mais importante não é a velocidade e sim a constância e o ritmo com que elas acontecem.

Boa sorte e sucesso!

JOSÉ LUIS AMÂNCIO - 35, Economista com especialização em Comércio Eletrônico, Planejamento Empresarial e Logística pela FGV, é diretor Associado da Consultoria Metis Quality, Administrador do Grupo Profissional de Finanças da revista VOCÊ S/A na rede.

Fonte: viraweb.com.br

Um comentário:

Kakal disse...

Cyyyyça!!!
Descobri que tb sofro desse mal!!!!!
Aliás, que mal mais maldito esse!!!
Achava que era preguiça... mas é melhor do que isso!!!! :)
Adorei a descoberta, preciso dar um jeito nisso!!!! URGENTE!!!! Mas amanhã eu começo... heheh
bjão,
Kakal.